Toshiba Portégé R830-10P – disco SSD, design, mais de 8 horas, e é Toshiba…

Foto do Toshiba Portégé R830-10P.

No que diz respeito a computadores portáteis, a Toshiba tem feito história com a linha Toshiba Portégé. O seu legado é forte, e o modelo anterior Portégé R700 no passado, deixou uma boa imagem graças a ter combinado um bom aspeto, bom tempo de vida de bateria, baixo peso e bom desempenho. Por isso, o Toshiba Portégé R830-10P tem uma grande responsabilidade em não deitar por terra essa imagem. Inteligente, a Toshiba apenas acrescentou e melhorou alguns componentes relativamente ao Portégé R700, e por isso, este computador portátil, poderá ser caro, é verdade, mas é também poderoso e uma boa opção.

 

O Toshiba Portégé R830-10P é um computador portátil bem equipado, e perfeitamente à altura da criação de documentos e visualização multimédia. No entanto obteve um score de 4.6 de possíveis 7.9 no Windows Experience Index (WEI).

No entanto, isto não belisca as suas capacidades que poderão ser utilizadas para necessidades de processamento mais elaboradas.

Segundo a própria Toshiba tem uma autonomia máxima de 8 horas e 10 minutos, com uma bateria que recorre a iões de lítio com 6 células.

Aspeto e mobilidade

Em termos de aspeto, este computador portátil parece, à primeira vista, que foi feito de plástico preto, mas se virmos com maior atenção reparamos que recorreu a uma estrutura em liga de magnésio.

A tampa é demasiado flexível o que poderá por em risco o ecrã.

Em termos de mobilidade, com 1,48 quilogramas de peso, e 31,6 cm de largura, 22,7 cm de comprimento, 1,83 – 2,66 cm de espessura, trata-se de um computador portátil fácil de o mover entre viagens, e permitir que ande sempre consigo a favor da produtividade.

Hardware e conectividade

Vem com um processador Processador Intel Core i7-2620M – 2.70 / 3.40 Turbo GHz e 8 Gb de memória RAM. Traz o sistema operativo Windows 7 Professional de 64-bits.

Os gráficos ficam entregues ao componente integrado Intel HD Graphics 3000, e em termos de armazenamento tem um disco rígido SSD de 256 Gb de capacidade.

Relativamente à conectividade tem 2 entradas USB, uma USB 3.0 e outra USB 2.0, HDMI, leitor múltiplo de cartões (suporta SD Card até 2 GB, miniSD/microSD Card com adaptador até 2 GB, SDHC Card até 32 GB, SDXC Card até 64 GB e MultiMedia Card até 2 GB), entre outras ligações.

Algo interessante para um portátil desta dimensão.

Traz também uma webcam VGA integrada.

É uma boa opção?

Para quem não vir com olhos desconfiados o preço praticado, poderá arriscar-se dizer que sim. Afinal de contas, 1.519,90 euros (a 05/04/2012) não é para qualquer bolsa.

É um computador portátil, fruto de uma atualização por parte da Toshiba do seu Portégé R700 (o que poderá ser também menos motivante para quem tiver) com novos componentes, mantendo o aspeto e design.

Ficaria só a faltar uma tampa mais reforçada, sendo que assim, cabe-nos a nós ter cuidados redobrados com ele, para evitar infortúnios.

É leve, tem um design interessante e que já deu provas de reunir adeptos junto do público.

Traz um disco rígido SSD com capacidade razoável (256 Gb), uma boa duração da bateria (mais de 8 horas) e banda larga integrada.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Texto escrito de acordo com o novo acordo ortográfico.

Categoria:Análises

Etiquetas:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo por: Luís Barros

Obrigado pela sua visita!
Não quer subscrever a nossa newsletter? É grátis!
PowerUser - Receba no seu e-mail dicas de tecnologia, tutoriais e análises.
Não mostrar mais