Artista mostra que o açúcar de um refrigerante dá para fazer pirulitos

Henry Hargreaves

Os pirulitos de Henry Hargreaves mostraram que há muito mais açúcar nestas bebidas do que se pensa

Os pirulitos de Henry Hargreaves mostraram que há muito mais açúcar nestas bebidas do que se pensa

Quando o artista e fotógrafo neozelandês Henry Hargreaves ouviu um médico dizer que os refrigerantes são “o cigarro da nova geração”, quis encontrar uma forma de representar esse risco visualmente. E assim fez.

Os cientistas acreditam que o açúcar contido neste tipo de bebidas é um dos maiores causadores de doenças como a obesidade, a diabetes e os distúrbios cardíacos.

Notícias recentes dão conta de que a Coca-Cola está a financiar cientistas que culpam o sedentarismo pela obesidade.

Segundo a marca de refrigerantes, a principal causa da obesidade não é a má alimentação mas sim o sedentarismo.

Mas um novo estudo, recentemente apresentado, realizado ao longo de 22 anos por especialistas da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, revelou que uma só lata de refrigerante por dia pode aumentar o risco de um ataque cardíaco em 20%.

O artista e fotógrafo neozelandês Henry Hargreaves decidiu procurar uma forma de representar graficamente estes riscos.

“Vi uma vez o trabalho de um fotógrafo, que fez uma série de imagens com refrigerantes ao lado de um monte de açúcar, mas achei que poderia haver uma forma mais impactante de passar a mensagem”, conta Hargreaves à BBC.

Hargreaves decidiu então mostrar o que acontece quando a água contida num refrigerante ou nas bebidas energéticas se evapora.

Depois de ferver as bebidas, o artista pegou no conteúdo restante – uma mistura de açúcar, corantes e outros subprodutos – e aplicou-o em formas de pirulito feitas de borracha.

Henry Hargreaves

Henry Hargreaves provou que os refrigerantes são doces disfarçados de bebidas

Henry Hargreaves provou que os refrigerantes são doces disfarçados de bebidas

“Acho que o pirulito é a forma perfeita de passar a mensagem, porque, para mim, é isso o que um refrigerante é: um doce disfarçado de bebida”, conta.

O fotógrafo publicou no seu site uma foto-galeria com os seus incríveis pirulitos.

Uma papa nada apetitosa

Hargreaves diz que o seu projecto não tem nada de científico. As garrafas dos diferentes refrigerantes e energéticos eram de vários tamanhos, mas cada pirulito baseia-se na “dose individual” de cada bebida.

“Inicialmente, fiquei surpreendido”, revela. “Há muito mais açúcar nestas bebidas do que pensava. Praticamente todos os moldes que fiz transbordaram”.

Segundo Hargreaves, a Mountain Dew, bebida de sabor cítrico fabricada pela Pepsico (que não é vendida em Portugal), foi o grande vencedora, com 77 gramas de açúcar, cerca de 19 colheres de chá, por dose individual.

“O que sobrou na panela depois de a água evaporar era uma papa nada apetitosa”, diz.

Outro facto interessante é que ao colocar os pirulitos de novo em contacto com água, rapidamente voltam a ser uma bebida.

Henry Hargreaves

Hargreaves conta que o pirulito de Coca-Cola é estranho, com uma textura quase como lava

Hargreaves conta que o pirulito de Coca-Cola é estranho, com uma textura quase como lava

Hargreaves conta que não é grande fã de refrigerantes, tendo deixado de os consumir já na adolescência.

Mas ao provar os seus pirulitos, sentiu que são mesmo versões super-açucaradas das bebidas originais.

O pirulito de Coca-Cola foi o mais estranho, porque tem uma textura estranha – quase como lava”, conta o artista.

 ZAP / BBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here