Bancos ganham mais de 5 milhões de euros por dia com comissões dos clientes

-

Os cinco principais Bancos que actuam em Portugal ganharam 1954 milhões de euros em comissões cobradas aos clientes, ao longo do ano de 2016, um valor que dá qualquer coisa como 5,3 milhões de euros por dia.

Estes dados são avançados pelo Correio da Manhã (CM) que teve acesso aos valores das comissões líquidas registadas nos relatórios e contas anuais, relativos a 2016, da Caixa Geral de Depósitos (CGD), do Santander Totta, do BPI, do BCP e do Novo Banco.

Estes cinco bancos em conjunto amealharam cerca de 1954 milhões de euros em comissões cobradas aos clientes, durante o ano passado. Um valor global que dá uma média de 5,3 milhões de euros por dia, conforme constata o CM.

A verba choruda representa contudo, “uma descida de 88 milhões de euros nas comissões bancárias” face ao mesmo período de 2015, aponta o mesmo jornal.

Os bancos iniciaram este ano de 2017 com aumentos significativos nos preçários dos serviços prestados aos clientes, como foi o caso da CGD com subidas nos preços dos cartões de débito e nas transferências bancárias.

No caso do Novo Banco, os preços cobrados aos clientes pelas contas à ordem duplicaram.

Um estudo da DECO apurou que, em média, os bancos cobram 15,17 euros pela anuidade de um cartão de débito, o que representa um aumento de 28% relativamente há um ano.

O CM repara que até o simples gesto de levantar dinheiro ao balcão é cobrado com valores que podem variar entre os 4,50 euros da CGD e do BCP e os 12 euros do Novo Banco.

Os Bancos alegam que têm que aumentar as comissões bancárias para gerar lucros, mas a DECO apurou que, nalguns casos, cobram valores ilegais aos clientes, sem prestar qualquer serviço.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here