Cientistas chilenos criam “batatas fritas saudáveis” feitas com arroz

Universidade de Santiago do Chile

Uma equipa de cientistas chilenos criou batatas fritas saudáveis que absorvem até três vezes menos óleo durante a fritura, numa tentativa de combater as altas taxas de obesidade.

Os responsáveis ​​por este novo produto são cientistas do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos da Universidade de Santiago do Chile. O substituto popular para batata foi concebido através de um processo destrutivo, usando uma mistura de produtos de batata e farelo de arroz.

Segundo os autores desta invenção, as novas batatas fritas têm uma forma “um pouco diferente” para serem distinguidas das tradicionais, mas o seu sabor “é muito parecido”, além de ser “saudável”.

“Conseguimos uma fórmula que pode ser distinta em forma, cor, absorção de óleo, e acrilamida de redução, que é o produto formado nas batatas fritas. De acordo com estudos, um consumo elevado deste componente pode ser fatal “, afirmou a cientista Laura Almendares Calderón.

O objetivo final deste projeto é reduzir a taxa de obesidade que afeta a população chilena (63%), e que é a mais alta da América do Sul, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

O novo projeto também pretende fortalecer a indústria nacional visto que, na última década, o Chile tem vindo a fazer importações crescentes em batatas preparadas, atingindo as 85 mil toneladas no valor de 100 milhões de dólares, entre as quais, no ano de 2011, 71% corresponderam a batatas congeladas em palitos.

Segundo os dados divulgados pela equipa, o país gera cerca de 26 mil toneladas de cereais e leguminosas de arroz por ano, a um preço muito baixo e com pouco uso – e também dispõe de terras aptas para a produção de batata.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here