Cientistas japoneses criaram o gelado que não derrete

Uma equipa de cientistas japoneses criou um tipo de gelado que nunca derrete, aproveitando uma descoberta feita acidentalmente por um chef.

A maioria dos gelados começa a derreter momentos depois de ter sido servida. Por isso, as pessoas têm o hábito de comê-los rapidamente. Mas este novo gelado pode ser saboreado tranquilamente durante horas.

E foi fruto de um engano, surgindo depois de um chef do Japão ter sido convidado para encontrar uma maneira de usar morangos cultivados, em áreas afectadas pelo terramoto e tsunami de 2011. Como as frutas não cresciam de forma normal, os consumidores não queriam comprá-las.

O chef tentou usar os morangos de várias maneiras, mas, a dado momento, queixou-se de que faziam com que o creme solidificasse.

Curiosa com aquele facto, uma equipa de cientistas da Universidade de Kanazawa, no Japão, decidiu estudar os morangos, concluindo que um composto chamado polifenol é o responsável pela solidificação do creme.

Polifenol

O polifenol é um extracto que dificulta a separação entre a água e o óleo, o que ocorre no gelado habitual. Os cientistas tentaram misturar esta substância com o gelado e descobriram que isso evitava que derretesse.

Como o extracto é completamente natural, não exige uma inspecção de saúde para ser utilizado. Assim, rapidamente foi disponibilizado aos donos de lojas locais que, com todo o prazer, começaram a vender gelados que não derretem com formas criativas.

Diversão

Alguns clientes chegam a comprar os gelados e ficam a segurá-los, por muitos minutos, à luz solar directa para ver se derretem.

Já outros recorrem até a secadores de cabelo e a outros tipos de aquecedores para testar a sua resistência, comparando o resultado com aquilo que acontece aos gelados normais.

Ao que tudo indica, estes gelados mantêm a sua forma, durante várias horas, em climas quentes, preservando também o gosto gelado na boca. Por ser um produto novo, não está claro se vai migrar para outros países. Actualmente, é vendido apenas no Japão.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here