Depois dos cigarros, chegou agora o charro electrónico

 

Depois do cigarro electrónico, chega o “charro electrónico, o primeiro do mundo, de acordo com a empresa holandesa responsável pelo produto. A E-Njoint garante ser legal, uma vez que é livre de THC, a principal substância activa da marijuana.

Produzido na Holanda, o dispositivo é apresentado em versões descartável e recarregável, podendo esta última ser carregada com cannabis líquida ou ervas secas.

De acordo com a empresa, trata-se de um produto legal, uma vez que não contém a principal substância activa da marijuana, a THC. Nicotina ou toxinas também não fazem parte do produto, produzido a partir de componentes naturais e vapor de água. Para já, estão disponíveis em seis sabores diferentes.

enjointfans / Facebook

-

Com vários lojas abertas na Holanda, a E-Njoint tem também uma loja online que envia o dispositivo para toda a Europa.

De acordo com Menno Contant, director-geral da empresa, citado pelo jornal britânico The Mirror, “a Holanda é conhecida no mundo pela sua atitude tolerante e liberal relativamente às drogas leves, e a introdução deste novo produto é claramente uma afirmação”. E acrescenta: “desde que não se incomode ou perturbe outras pessoas, e se fique dentro dos limites legais, está tudo bem”.

Diariamente são produzidos, numa fábrica em Shenzhen, na China, cerca de 10.000 charros. Porém, no seu site, a empresa garante que o objectivo “não é estimular o consumo de cigarros ou outros maus hábitos”.

Os holandeses adiantam estar agora em negociações com uma clínica de Israel, especializada em tratamentos medicinais através da cannabis, no sentido de averiguar se o produto pode ter uma utilidade no sector da saúde.

CG, ZAP

|  Continente lança plano de saúde gratuito para clientes que gastem 50 euros por mês

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here