Novo imposto obriga dinamarqueses a comer menos carne

SXC

A Dinamarca quer fomentar uma mudança nos hábitos alimentares da sua população para que comam menos carne de vaca e, em nome do combate ao aquecimento global, vai criar um novo imposto sobre o seu consumo.

A indústria da carne é um dos grandes responsáveis pela emissão de gases com efeitos de estufa, com especial destaque para a carne de vaca. A produção bovina consome cerca de 11 vezes mais água do que a produção de porco ou galinha.

Estes dados levaram o Conselho Dinamarquês de Ética a considerar que a população é “eticamente” obrigada a reduzir o consumo de carne, em defesa do clima.

Para dar um empurrão nesse sentido e para obrigar os dinamarqueses a mudarem os seus hábitos alimentares e a consumirem menos carne, este Conselho estuda a aplicação de um novo imposto ao consumo de carne.

A ideia é começar pela carne de vaca, para depois alargar a medida a todas as carnes vermelhas e posteriormente a outros alimentos prejudiciais para o ambiente.

Esta nova taxa deverá ter um valor gradual, em função do contributo que as comidas em causa têm em termos de impactos negativos para o clima.

O porta-voz do Conselho de Ética, Mickey Gjerris, é citado pelo jornal The Washington Post a notar que a medida é não apenas uma “resposta efectiva aos alimentos que danificam o ambiente”, mas também uma forma de “aumentar a consciência para as alterações climáticas”.

ZAP

|  Azeite vai ficar mais caro (e a culpa é do clima)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here