EDP tem de mudar 4,8 milhões de contadores em 5 anos

Até 2020, 80% dos contadores das casas portuguesas têm de ser inteligentes, de acordo com uma medida imposta pela Comissão Europeia, o que implica a alteração de mais de quatro milhões de aparelhos. 

Segundo fonte da EDP Distribuição, a alteração de 4,8 milhões milhões de contadores é possível mas “muito exigente”.

Esta mudança implicará um investimento de 600 milhões de euros. Parte desse valor – 120 milhões – já foi disponibilizada por fundos europeus., e e Além disso, existe ainda a possibilidade de recorrer ao Programa Juncker.

De acordo com o gabinete do secretário de Estado da Energia, as mudanças “só serão implementadas na medida em que sejam não onerosas para o consumidor, ou seja, os preços a aplicar aos clientes não podem nunca aumentar”.

De acordo com o Dinheiro Vivo, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) está encarregada de avaliar se a poupança de energia compensa face aos custos de implementação. “O estudo da ERSE aguarda o resultado das negociações relativas aos fundos estruturais afetos às redes inteligentes que decorrem entre várias entidades públicas”, explicou do DV uma fonte oficial ERSE.

Este relatório definirá quando, como e por quanto serão instalados os contadores inteligentes, capazes de, por exemplo, alertar os consumidores para consumos elevados, enviar contagens remotamente ou religar a eletricidade sem esperar por técnicos.

O site noticia que a EDP Distribuição assegura que, quando avançar a mudança generalizada, fará uma campanha de informação a nível nacional.

Move

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here