Esta é a notícia do homem que mordeu a bateria

Um jovem chinês decidiu comprar uma bateria de substituição para o seu iPhone. Não convencido, resolveu testá-la com a sua própria boca, mordendo o dispositivo. O seu método resultou numa explosão.

No últimos tempos, a Apple tem estado envolvida numa polémica por ter confirmado a suspeita de muitos clientes que desconfiavam que os modelos de iPhone mais antigos ficavam mais lentos intencionalmente, com uma atualização do iOS.

Esta prática acabou por ser confirmada depois de um cliente partilhar no Reddit resultados de testes de performance do seu iPhone 6S, no qual dizia que o smartphone tinha ficado mais lento à medida que envelhecia e, de repente, melhorou com a substituição da bateria.

Na passada sexta-feira, um jovem chinês entrou numa loja de produtos eletrónicos para substituir a bateria do seu iPhone. No entanto, o jovem desconfiou do vendedor e decidiu fazer um teste, utilizando o seu próprio método tecnologicamente incorreto, para verificar a autenticidade da bateria.

Segundo o Live Science, o indivíduo resolveu, então, morder a bateria do smartphone para apurar se era uma bateria oficial da marca Apple e se tinha carga. Infelizmente (para o homem), a bateria era de qualidade.

No vídeo, o jovem contempla a sua recente aquisição mas, antes de pagar, decide morder a bateria para testar a sua qualidade. Depois de a ter trincado, o dispositivo explodiu. O indivíduo tirou o iPhone imediatamente da boca e ninguém ficou ferido com gravidade.

As baterias com iões de lítio são demasiado instáveis e são, provavelmente, o componente mais volátil do smartphone. Morder uma bateria, carregada de energia, pode resultar num verdadeiro espetáculo de pirotecnia – perigoso, e potencialmente fatal.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here