Factura da televisão está mais cara e a culpa é do futebol

D.Reichardt / Flickr

As operadoras de televisão estão a aumentar os preços das facturas pagas pelo consumidor, numa consequência previsível dos acordos milionários que firmaram com Benfica, FC Porto e Sporting para a transmissão dos respectivos jogos de futebol.

O Jornal de Negócios dá conta que, por causa dos “custos com os conteúdos desportivos”, a Vodafone e a MEO já aumentaram o valor dos respectivos pacotes de televisão e que a NOS prepara-se para fazer o mesmo, a partir do próximo mês.

Esta antecipação de novos preços, mesmo antes de o ano chegar ao fim, é a consequência dos acordos milionários alcançados pelas operadoras com Benfica, FC Porto e Sporting na guerra pelos direitos de transmissão televisiva dos jogos de futebol dos três grandes.

A NOS chegou a acordo com o Benfica por 400 milhões de euros e com o Sporting por 515 milhões de euros, enquanto a MEO alcançou um entendimento com o FC Porto por verbas da ordem dos 400 milhões de euros.

Entretanto, as operadoras anunciaram ter chegado a acordo para a “partilha recíproca” dos direitos de transmissão dos conteúdos desportivos.

Perante este cenário, a factura passa para os bolsos dos consumidores e o aumento vai ter reflexos também nos preços das subscrições de canais de desporto como a Sport TV.

O administrador financeiro da Altice, de que a PT Portugal, que detém a MEO, faz parte, já tinha admitido, na semana passada, que os preços iam aumentar, aquando da apresentação dos resultados do terceiro trimestre da empresa.

A Altice revelou “receitas consolidadas de 5,8 milhões de euros” e a PT Portugal registou “receitas consolidadas no valor de 577,5 milhões de euros“, conforme avança o Negócios.

ZAP

10 COMENTÁRIOS

  1. E uma parte dos portugueses está a pagar 2vezes. Estes desgovernantes fazem o que querem c/ o dinheiro dos outros, assim não é difícil governar, não se governa NADA só que DESGOVERNA. A outra parte se não aderiu ao pacote desposto das operadoras do privado é pela SIMPLES RAZAÃO que NAOOOOO estão interessadas em ver desporto…

  2. Ora aí está mais um incentivo para cancelar o serviço. O que tenho de net no telemóvel chega-me perfeitamente e pro resto, utilizo a do trabalho !

    • Caro Camões,
      O ZAP decidiu não decidir uma grafia, e deixar ao critério de cada redactor escrever como considera que o faz bem feito.
      Por exemplo, o redactor que lhe responde neste comentário só sabe escrever (quase sempre) irrepreensivelmente na antiga grafia, e prefere fazê-lo dessa forma a escrever na nova grafia com erros que não sabe que cometeu.
      Assim, cada peça no ZAP adopta ou não uma das grafias (mas não ambas na mesma peça), e o ZAP adopta ambas as grafias, consoante a peça.
      Este é uma postura assumidamente relaxada do ZAP em relação à grafia – que não em relação ao rigor do conteúdo que ela transmite.

      • Os meus parabéns ao ZAP por este comentário!!!
        Senão vejamos.
        A pronúncia de “factura” e “fatura” tem um som diferente mediante a escrita.
        Pessoalmente continuo a escrever pela grafia antiga, como aprendi, porque
        não fui consultado para esse tal de “acordo ortográfico”? que na base tem a
        influência do Brasil, não tem língua própria e onde se fala o Brasiluguês.
        Segundo julgo saber não há qualquer outro “acordo ortogáfico” entre outros
        países que falam a mesma língua.

  3. Parece que 577 milhões não chega!!!
    Toca o portuga a pagar mais um pouco a ver se chegam aos 1000 milhões.

    Assinamos um contrato com esta gente e não podemos cancelar antes do tempo porque somos penalizados e temos que pagar o resto das mensalidades.
    As operadoras por outro lado nem os preços mantém face aos contratos estabelecidos…
    Não bastava aumentar 1 x no ano. Agora vão ser 2. Neste caso quem nos protege a Nós Consumidores…

  4. Isto anda cheio de gatunos que roubam impunemente. Legalmente, não estou a ver onde podem impedir as rescisões de contratos com valores não fundamentados de aumentos acima da inflação. O cliente, mesmo fidelizado, não deve carregar feito burro, os negócios faraónicos feitos por interesses que não lhes traga qualquer contrapartida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here