Fisco apanha 235 mil empresas com irregularidades nas faturas

Wonderlane / Flickr

Em 2014, foram detetados indícios de irregularidades em 235.337 empresas portuguesas através das faturas em que os consumidores pediram a inclusão do número de contribuinte.

Entre as irregularidades comunicadas às empresas estão a não liquidação do IVA nas faturas, a não entrega da declaração periódica do imposto e a não declaração do total do IVA liquidado nas faturas.

Das mais de 235 mil empresas em que foram detetadas irregularidades fiscais, 74 mil localizam-se em Lisboa, 35 mil no Porto, 18 mil em Setúbal e 13 mil em Braga. De acordo com o Diário Económico, que divulga esta sexta-feira os dados da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), cerca de 75% das mais de 81 mil empresas notificadas regularizaram a situação.

O número de empresas, profissionais liberais e empresários em nome individual que comunicaram faturas à AT aumentou 11% no ano passado, de 989 mil em 2013 para 1,1 milhões, num total de 4,8 mil milhões de faturas.

As Finanças justificam este aumento de 11% sobretudo pelo incentivo da Fatura da Sorte, o sorteio de automóveis de luxo que exige que os contribuintes associem o NIF às faturas. De acordo com o Económico, o número de faturas com NIF emitidas e comunicadas às Finanças através do portal e-fatura ascendeu a 635 milhões, ou seja, mais 36% do que no ano anterior.

Segundo os dados oficiais, o combate à fraude e à evasão fiscal rendeu 814 milhões de euros no ano passado, um valor que representa quase metade do crescimento homólogo das receitas fiscais. Entre julho de 2014 e o final de janeiro deste ano, as Finanças realizaram mais de 58 mil inspecções e ações de fiscalização, mobilizando 2.500 funcionários.

ZAP

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here