Food is Precious: IKEA quer reduzir desperdício alimentar

Food is Precious é a campanha da IKEA que pretende reduzir o desperdício alimentar para metade até ao final de 2020. A iniciativa já está a decorrer em mais de 20% das lojas e chega a Portugal no fim do ano. Em cerca de seis meses já foi possível salvar 176 mil refeições.

É através de uma balança inteligente que os restaurantes, lojas e bistrôs da IKEA conseguem medir e registar o desperdício de alimentos. Coloca-se um caixote com alimentos em cima da balança e esta, ligada a um ecrã táctil, apresenta dados que permitem identificar formas de melhorar as operações e impedir que os produtos sejam desaproveitados.

“Estamos muito entusiasmados com o Food is Precious. Numa área em que tratamos bens perecíveis e em que os nossos padrões de segurança são muito exigentes, o desperdício de alimentos é, de facto, um problema”, afirma Nuno Ceitil, food manager da IKEA em Portugal.

Um quarto dos alimentos produzidos é desperdiçado, ao mesmo tempo que uma em cada nove pessoas no mundo passa fome, e este é um problema à escala mundial.

O projeto já evitou o desperdício de 79 mil quilos de comida, o que também impediu a emissão de 341 mil quilos de dióxido de carbono. “Este é mais um exemplo de como a sustentabilidade e a utilização responsável dos recursos tem um impacto positivo para as pessoas, para o planeta e para o nosso negócio”, refere Nuno Ceitil. A IKEA tem mais de 340 lojas em todo o mundo e recebe cerca de 650 milhões de visitantes por ano.

O papel dos colaboradores da IKEA

A iniciativa satisfaz os colaboradores das lojas aderentes: 70% revelam-se orgulhosos por participarem neste projeto. 50% admitem que também nas suas casas têm implementado medidas com o objetivo de minimizar o desperdício alimentar.

“Graças ao envolvimento dos colaboradores e à solução de medição, vemos uma redução de desperdício alimentar de até 30%, somente após alguns meses. Estou a seguir este projeto de perto e espero que consigamos incentivar outras empresas a encarar os alimentos como um recurso precioso”, conta Michael La Cour, diretor global da IKEA Food Services.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here