Governo descarta medida de Passos para pesar botijas de gás e reembolsar consumidores

A pesagem das botijas de gás pelos revendedores, com o intuito de reembolsar os contribuintes, não vai afinal ser aplicada. A medida aprovada pelo Governo PSD-CDS vai ficar na gaveta, revela o actual Executivo.

O governo de Passos Coelho aprovou, em Agosto de 2015, uma medida que obrigava os revendedores de gás a pesarem as botijas, com o intuito de reembolsar os contribuintes pelo combustível que fica no fundo das mesmas.

Mas, ao cabo de mais de um ano, a medida não saiu da gaveta e já não vai sair de todo.

É o secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, quem o revela, em declarações divulgadas pelo Jornal de Negócios.

Acusando o anterior governo de “voluntarismo”, o governante anuncia que estão a ser preparadas soluções alternativas para compensar os consumidores, destacando como grande objectivo reduzir os preços do gás engarrafado.

“Houve um voluntarismo grande [do governo PSD-CDS] quando se propôs que cada português, cada revendedor de gás de garrafa tivesse uma balança para pesar a bilha do gás e descontar aquilo que lá estava e levar outra”, salienta Seguro Sanches, citado pelo Negócios.

Não é exequível, mesmo que a bilha de gás seja entregue em casa, que o revendedor vá com a balança atrás para pesar a bilha do gás”, aponta o Secretário de Estado, lembrando ainda os riscos de possíveis situações de fraude, nomeadamente devido à injecção de água nas botijas.

Como possível “solução alternativa”, o Secretário de Estado avança com a ideia de uma “pesagem feita por média” nos seis centros de enchimento de botijas de gás que há em Portugal, conforme refere o Negócios.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here