Apple vence batalha judicial contra Samsung: “Foi um dia importante para a Apple”, disse Tim Cook

Foto: Josh Long/CNET

O júri responsável pelo processo que decorria entre a Apple e a Samsung num tribunal da Califórnia deu ontem o seu veredito e considerou que a empresa sul-coreana fez uso indevido da propriedade inteletual da empresa da maçã. A Apple exigia como indemnização 2,5 mil milhões de dólares, mas só irá receber 1050 milhões de dólares, cerca de 40 milhões de euros. Tim Cook, CEO da Apple, após a decisão unânime do júri, enviou um comunicado aos funcionários da empresa evidenciando a importância desta vitória.

A Apple alegava que a Samsung teria copiado algumas das suas patentes, a maioria das queixas da empresa foram atendidas e o júri deliberou e no espaço de 22 horas revelou, que a patente 381, conhecida por “Patente Bounceback” foi infringida em 21 dos produtos incluídos na queixa. Outra das patentes em causa era a 915, a qual incluiu sistema que permite aumentar ou diminuir o zoom de uma imagem com um movimento dos dedos, neste caso o júri considerou que em 21 dispositivos só três não infringiam a patente.

Apesar de ter sido considerado que o tablet Samsung Galaxy Tab não plagiou o iPad, o tribunal considerou que os executivos da empresa sul coreana tinham conhecimento das infrações, que estavam a cometer perante as patentes da empresa co-fundada por Steve Jobs.

No total os nove membros do júri determinaram que a Samsung infringiu em 28 dos seus dispositivos móveis, seis das sete patentes que tinham sido colocadas em causa pela Apple.

Em relação às acusações contrárias foi considerado que a Apple não infringiu as patentes da Samsung no iPhone 3G e 3GS.

A Samsung já se pronunciou em comunicado e afirmou considerar que “ a lei das patentes possa ser manipulada para se dar a uma empresa o monopólio” e que vai recorrer da sentença anunciada.

A Apple, utilizando também a via do comunicado, aplaude a decisão do tribunal californiano e a reiterar estas declarações Tim Cook enviou um comunicado aos funcionários, publicado na integra pelo 9to5 Mac.

“Hoje foi um dia importante para a Apple e para as empresas inovadoras em todo o lado”, disse ontem o CEO da empresa no comunicado. “Escolhemos a via legal com relutância depois de muito pedirmos à Samsung para parar de copiar o nosso trabalho”, completou Cook.

As batalhas legais começaram oficialmente em 2011 mas não terminaram por aqui, dentro de quatro semanas a Apple e a Samsung voltam a estar frente a frente no tribunal, desta vez para saber o veredito da sentença relativa à proibição de venda do smartphone Galaxy Nexus e do tablet Galaxy Tab 10.1 imposta à Samsung nos Estados Unidos.

Categoria:Notícias

Etiquetas:

Um comentário

  1. Na verdade que perde é a população, principalmente a brasileira que irá pagar um preço orbitante para adquirir um produto da Apple. Com essa decisao a Apple se torna monopolio, espero que haja novos concorrentes, para que possa baratir os preços e aumentar a qualidade.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo por: Andreia Montez