DONT’S NO FACEBOOK – Coisas a evitar no FACEBOOK

Que a palavra Facebook já faz parte do nosso vocabulário diário, sendo das palavras mais utilizadas hoje em dia e das páginas Web com maior tráfego diariamente, é algo que já ninguém tem dúvidas. Mark Zuckerberg mudou a nossa forma de nos relacionarmos e partilharmos a informação com os nossos amigos, conhecidos ou familiares, bem como a forma como nos relacionamos com as marcas e empresas.

 

No entanto é fundamental, dadas as características da plataforma, que a sua utilização seja responsável e respeite regras e normas de boa conduta que fazem com que a interacção entre os diversos membros e as ferramentas disponibilizadas funcionem em prol do benefício dos mesmos.

Face a isto, este artigo vai focar as algumas das diversas acções que deve evitar quando está a utilizar o Facebook, de modo a que a rede social seja benéfica para si e não se torne uma “dor de cabeça”. Aqui vão 10 dicas para reflectir.

Fotos no Facebook

Da mesma forma que tem cuidado na forma de se apresentar em diversos contextos, não indo, certamente, de chinelos para o emprego ou andando na rua de bikini ou boxers, tenha alguma atenção em relação às fotos que publica no Facebook. Estas ficarão visíveis para todos os seus contactos, e tal como no caso de artigos ou opiniões veículadas, estas passarão uma mensagem sobre a forma como os irão interpretá-la(o). 

 Os updates são vistos publicamente

Tenha sempre em mente que as suas actualizações são visualizadas pelos contactos que define como destinatários. Deste modo, se, por exemplo, não pode ir trabalhar e tem o seu chefe no Facebook, acredite que ele não achará piada se passar o dia a colocar actualizações, a gostar de páginas ou colocar uma foto sua noutro local.

Filtre a colocação de assuntos nas suas actualizações

Não caia no erro de colocar assuntos pessoais e delicados como post no Facebook. Se quer pedir desculpa ou algum esclarecimento a uma pessoa em especial, não o coloque publicamente no Facebook, preferindo outros meios mais pessoais. Os seus amigos não irão achar piada, nem a pessoa visada.

Organize por grupos os seus contactos

Sempre que possível organize os seus contactos de forma criteriosa. Todos comunicamos de forma diferente em contextos díspares – empresarial, pessoal, familiar… Deste modo quando colocar uma actualização no seu mural, pode, de forma simplificada, escolher a que grupos esta actualização será partilhada.

Tenha em atenção os erros ortográficos

Apesar de ser um meio pouco formal de passagem de mensagens, não se descuide na forma de escrever. Tenha em atenção a forma gramatical das frases, bem como erros ortográficos. Imagine a imagem que passará para os seus contactos sempre que alguma actualização visualizada contiver erros? Está, sempre, a comunicar  a imagem que transmite aos outros, sendo o Facebook dos meios mais imediatos para o efeito.

Não faça do Facebook o seu Disco de Armazenamento de fotos

Nunca se esqueça que deve fazer backup das fotos que coloca no Facebook. Para além da rede social redimensionar e compressar todas as fotos colocadas em álbuns e mural, não é o meio adequado para armazenar todos os seus registos fotográficos, de forma segura.

Não exagere na identificação de pessoas nas fotos

A nossa liberdade começa onde termina a dos outros. Deste modo tenha em consideração que ao fazer “tag” de uma foto, esta informação é, automaticamente, veiculada para todos os contactos da pessoa que identificou. Esta é uma ferramenta poderosa e que deve ser usada com responsabilidade e bom senso. Esta situação aplica-se para cartazes, postais, imgens, etc, que “abusivamente” farão parte do Mural do seu amigo/amiga.

Actualizações devem ser ponderadas

Nunca se esqueça que, cada vez que comunica, no Facebook está a criar uma imagem para os seus amigos e contactos que possui no seu círculo de conhecimento. Partilhe actualizações interessantes e artigos que possam, de algum modo, ter interesse colectivo, seja uma música, um vídeo ou outro tipo de conteúdo que gere valor.

Não faça do seu perfil apenas um local de problemas, dores de cabeça e comentários de crítica.

 Autorizar a publicação no seu mural de todas as aplicações

Ao autorizar a publicação, no seu mural, de notificações e informações relativas a estas aplicações está a encher o seu mural com informações “acessórias”. Digamos que, na realidade, é de pouca importância para os seus amigos e conhecidos que tenha “aumentado a sua quinta”, ou a “necessidade de uma ovelha para o seu pasto”.

ESCREVER EM MAIÚSCULAS

Na Internet escrever com o CAPS LOCK sempre ligado é entendido, em senso comum, que a pessoa está a gritar. Deste modo evite escrever frases inteiras com maiúsculas. Do mesmo modo tenha uma utilização “responsável” dos pontos de exclamação, de modo ao que a sua mensagem seja entendida da forma como pretende, e sem equívocos.

Em que outras acções costuma ter precaução na utilização do Facebook? O que gosta menos de ver postado? Partilhe a sua opinião. 

Categoria:Notícias

Etiquetas:

Um comentário

  1. Olá , Parabens pelo seu post.

    Na minha opinião o Facebook e as demais redes sociais , são uma poderosa ferramenta de comunicação e interagir com as pessoas que conhece , mas tambem é uma ferramenta perigosa em que vc acaba se expondo muito perdendo a sua privacidade , e abrindo brechas para crimes virtuais e reais como nesse caso http://olhardigital.uol.com.br/jovem/redes_sociais/noticias/apartamento-em-sp-e-assalto-por-causa-de-post-em-rede-social.

    Depois de ler algumas materias , resolvi por um fim na minha conta do Facebook , Orkut , Twitter , Google+ , Linkdin , etc…
    Quem quiser se comunicar comigo use celular , SMS , E-mail , Skype , etc…

    E mais uma vez parabens pelo seu post !!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo por: Cláudia Ferraz