Google paga multa de 17,6 milhões de euros por espiar utilizadores do Safari


Foto: IT Guys


A Google vai ter que pagar à Comissão Federal do Comércio americana (FTC) uma multa de 22,5 milhões de dólares, cerca de 17,6 milhões de euros, pelo caso de espionagem exercido aos utilizadores do Safari através de ‘cookies’. A quantia foi acordada no passado mês de julho e agora aprovada pela juíza norte-americana responsável pelo caso.

Este caso remete ao mês de fevereiro, altura em que a Google foi acusada de espiar os utilizadores do Safari, navegador web da Apple. A empresa terá utilizado um software que permite monitorizar a atividades dos utilizadores, de modo a que fossem adquiridas informações úteis para o envio de publicidade.

A empresa de Mountain View terá admitido que utilizou uma funcionalidade do Safari, mas que o fez sempre com “o consentimento dos utilizadores” e que os ‘cookies’ não guardavam “informação pessoal” dos mesmos.

Em julho a Google e a FTC chegaram a um acordo da multa a ser paga pela gigante tecnológica, tendo sido estabelecido o valor de 22,5 milhões de dólares. Agora, quatro meses depois, a juíza Susan Illston deu o veredito final e aprovou que a multa, de quase 18 milhões de euros, possa ser paga pela Google à Comissão de Comércio norte-americana.

Um grupo defensor dos direitos dos consumidores, Consumer Watchdog, já se impôs perante a sanção imposta à Google, pois defendem que deveria ser “muito mais severa” e que o valor estabelecido é muito reduzido para uma empresa como a Google, de acordo com o divulgado pela agência noticiosa Associated Press (AP).

Categoria:Notícias

Etiquetas:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo por: Andreia Montez