Motorola lança serviço para desbloquear smartphones e tablets Android

A Motorola criou no seu site oficial uma página denominada “Unlock your device”, que ensina em quatro passos como desbloquear os bootloaders dos dispositivos móveis Android. Por enquanto a opção só está disponível para dois smartphones e dois tablets, mas aguarda-se que a ferramenta se estenda pelos demais dispositivos. 

Para felicidade da comunidade de programadores, que há muito pede aos fabricantes liberdade neste âmbito. a criação da opção “Unlock your device” da Motorola permite que os utilizadores desbloqueiem de forma legal os bootloaders dos smartphones e tablets com Android. Para efetuar este processo é necessário o ID do dispositivo, emitido pelo fabricante, o Android SDK e drivers da Motorola, depois é seguir passo a passo as instruções disponibilizadas pelo site da Motorola.

O download das ferramentas necessárias encontra-se disponível na página dedicada a esta funcionalidade, no site oficial da Motorola, na qual a empresa faz também um alerta para os riscos inerentes ao processo. “Desbloquear o bootloader irá permitir que faça modificações no seu telefone que poderão danificá-lo irremediavelmente. Se não está consciente desses riscos recomendamos que não desbloqueie o dispositivo”, pode ler-se no site.

De notar que, ao efetuar o desbloqueio do bootloader do dispositivo, mesmo que por esta via, o utilizador perderá a garantia do mesmo, esta é mais uma das advertências que a Motorola faz ao utilizador antes deste efetuar o processo de desbloqueio.

Os dispositivos disponíveis para serem desbloqueados, até ao momento, são o Photon Q 4G LTE da Sprint, o Motorola XOOM da Verizon, o Motorola RAZR edição de programador na Europa e para todo o mundo o Motorola XOOM Wifi.

A Motorola, propriedade da Google desde maio do ano passado, segue assim o caminho da HTC e da ASUS que já permitiam ao utilizador desbloquear os seus smartphones e tablets, para ecerxerem total controlo nos seus dispositivos.

 

Categoria:Notícias

Etiquetas:

Um comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo por: Andreia Montez