Pão, eletricidade, telecomunicações e rendas vão aumentar em 2016

Os portugueses podem contar, a partir do próximo ano, com aumentos nos setores da eletricidade, pão, rendas e telecomunicações.

Segundo o Jornal de Notícias, é nos preços do pão, eletricidade, rendas e telecomunicações que os portugueses vão ter de abrir os cordões à bolsa a partir de 2016.

Quanto ao pão, aquele que deve ser o alimento mais habitual na casa dos portugueses, os preços vão sofrer “pequenos ajustamentos” de 2% a 3%, algo que deverá ter pouco impacto no preço.

Segundo o presidente da Associação do Comércio e da Indústria de Panificação, Pastelaria e Similares (ACIP), José Francisco Silva, o preço deverá aumentar cerca de meio cêntimo por unidade.

Relativamente à eletricidade, as tarifas no mercado regulado vão subir 2,5% para os consumidores, o que representa um aumento de 1,18 euros numa fatura média mensal de 47,6 euros.

Apenas a tarifa para consumidores considerados mais frágeis a nível económico terá um acréscimo de 0,9%, o que corresponde a um aumento de 19 cêntimos numa fatura média mensal de eletricidade de 21,5 euros.

Ainda os preços das telecomunicações, a partir das operadoras Meo e Vodafone, vão subir em média 2,5%. A NOS também vai subir os tarifários mas não revela, para já, qual é o aumento.

A Vodafone adianta, porém, que “os clientes que tenham aderido aos serviços TV Net Voz, no fixo, e RED no móvel, que ainda estejam no período de 24 meses de preço garantido, não terão qualquer alteração nas mensalidades”.

Por fim, nas rendas também se prevê um aumento de 0,16%, depois de em 2015 os valores terem ficado congelados, de acordo com os números divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística.

Casos mais específicos são as portagens que vão subir cinco cêntimos, mas apenas em 10% dos troços das autoestradas. Já nas pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, a atualização varia entre os cinco cêntimos (classe 1, em ambas) e os 15 cêntimos (classe 4, na Vasco da Gama).

Também a Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou que vai aumentar em cinco cêntimos 34 das 550 tarifas de portagem das autoestradas que lhe estão concessionadas.

Atenção aos clientes domésticos da EPAL. A partir de 1 de janeiro, o preço da água vai subir, em média, 33 cêntimos por mês. Apenas se mantém a tarifa social e a familiar.

Há coisas que não mudam

A boa notícia é que, a par destes aumentos, por outro lado há coisas que deverão manter-se, a começar pelos preços do leite, gás e dos transportes públicos.

A não ser que haja alterações inesperadas como, por exemplo, clima adverso ou subida de preço da matéria-prima, o leite não deverá sofrer alterações até ao final do primeiro semestre, segundo assegura Paulo Costa Leite, presidente da Associação Nacional dos Industriais de Laticínios (ANIL).

Os preços do gás também se mantêm inalterados, uma vez que a atualização das tarifas só acontece a 1 de julho para os consumidores que se mantêm no mercado regulado.

À semelhança do que aconteceu este ano, os transportes públicos vão manter os preços praticados. Nestes incluem-se a Carris e a STCP, os metros de Lisboa e do Porto e a Transtejo/Soflusa.

ZAP

1 COMENTÁRIO

  1. Prognosticos destes tambem eu faço. Ou já houve algum ano em que nao houvesse aumento destes custos?
    Já o governo anterior impediu aumentos…dos vencimentos e reformas.

    • com aumentos de 60 cêntimos das reformas de 200€ ou 2,85€ para reformas de 600€ parece que o tornaram um entusiasta dos novos parceiros derrotados das últimas eleições!

  2. Aí estão sinais de mudança com desfecho previsível a descambar em nova pré-falência… Do país e de algumas empresas do sector estatal…
    Dia 1 de Jan do novo ano, qual melhor entrada, a fazer lembrar certa TAP de outros tempos… Em pleno pico de faturação, greve! Aí temos a CP a copiar velhos comportamentos de trabalhadores não ao serviço da entidade patronal (estado) mas sim de inconfessáveis interesses partidários totalitários que só contam governar sobre escombros… PCP, porque do ideário é contra a constituição e por isso deveria ser ilegalizado, o A.Costa dá-lhes a mão e protagonismo…
    A troika de perdedores que sustenta politicamente o actual governo xuxalista estão cada vez mais possuídos pelo poder de o inquinar.

  3. Aumentos de preços! Ora bem se fosse o anterior governo é que me provocaria uma certa azia mas com esta gente do “Tempo Novo” até me sinto solidário e até vou sentir a sensação certamente que esse dinheiro fora da carteira até vai magicamente produzir para mim mais riqueza, isto de socialismo até nos provoca um espírito de solidariedade e alívio, é mágico!

  4. Já estão também prometidas novas taxas e taxinhas disfarçadas de caridosas intenções.
    Mas o pior é que muito duvido que se fique por mais estes pesos nos lombos dos contribuintes.

  5. então em que ficamos? sobe aquilo de que toda a gente usa como básico, sera que subiram os casacos de peles, os altos carros ,as garrafas de whisky, as entradas nos casinos são temperos mesmos que pagam a factura porque os grandes srs alem de terem cabedal tem montes de subsídios faz lembrar o atrasado mental do vitinho mais esse coelho leproso quando lixaram a malta com aumentos selvagens agora sim os chinos não precisam do garimpo pra encherem a carteira os ladroes do ex governo tudo fizeram pra lhe encherem o cu . Quanto não seria por debaixo da mesa para os vendilhões de portugal? um dia tudo se sabera

  6. então em que ficamos? sobe aquilo de que toda a gente usa como básico, sera que subiram os casacos de peles, os altos carros ,as garrafas de whisky, as entradas nos casinos são sempre os mesmos que pagam a factura porque os grandes srs alem de terem cabedal tem montes de subsídios faz lembrar o atrasado mental do vitinho mais esse coelho leproso quando lixaram a malta com aumentos selvagens agora sim os chinos não precisam do garimpo pra encherem a carteira os ladroes do ex governo tudo fizeram pra lhe encherem o cu . Quanto não seria por debaixo da mesa para os vendilhões de portugal? um dia tudo se sabera

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here