Quase tudo o que comemos e bebemos é fabricado por apenas 10 empresas

thinkpanama / Flick

Há marcas e mais marcas de comida e de bebidas que tentam cativar a nossa atenção nos supermercados. Mas, na verdade, a maioria dos produtos consumidos por todo o mundo são produzidos por apenas dez empresas multinacionais.

Uma pesquisa de mercado do jornal espanhol El Mundo concluiu que grande parte dos produtos de consumo à venda são propriedade de “um pequeno e selecto grupo de empresas”.

A abrir este top 10 peculiar está a The Coca Cola Company, uma das marcas mais conhecidas em todo o mundo que, além do refrigerante que dá o nome à empresa, fabrica ainda a Fanta e o Sprite.

Fundada em 1892, a Coca Cola é actualmente detentora de 500 marcas que vão da área dos refrigerantes passando pelos chás Nestea, pelas bebidas energéticas como a Powerade e pelos sumos Minute Maid.

A Unilever é outra multinacional britânico-neerlandesa que é responsável por algumas das marcas mais conhecidas e mais consumidas nos supermercados de todo o mundo.

Fundada em 1930, possui mais de 400 marcas que vão dos gelados (Magnum) aos produtos alimentares (Hellmann’s, Maizena, Knorr, Lipton Ice Tea, Alsa, Azeite Gallo, Planta), dos produtos de higiene pessoal (Dove, AXE, Rexona, Pepsodent, Lux, Vasenol) aos produtos de limpezas (Cif, Brilhante, Omo, Comfort, Skip).

A Danone é sobretudo conhecida pelos produtos lácteos que vende, nomeadamente pelos iogurtes (Actimel, Activia, Danacol, Corpus Danone, Danoninho, Oikos).

A empresa fundada em 1919 por um espanhol também comercializa águas (Evian) e alimentação infantil.

Segue-se na lista a multinacional MARS, INC. que é a detentora de algumas das marcas de chocolates mais conhecidas do mundo (Twix, Snickers, M&M’s).

A empresa com sede em Bruxelas também possui marcas de alimentação para animais (Whiskas, Royal Canin, Pedigree, Greenies) e é a dona dos produtos Uncle Ben’s e das chicletes Orbit.

Quando toma o seu pequeno-almoço, o mais provável é que o faça com produtos da Kellogg´s, o maior fabricante de cereais do planeta responsável por marcas como a Corn Flakes, a Rice Krispies e a All Bran.

Fundada em 1906, a empresa norte-americana detém ainda as batatas fritas Pringles e fabrica os produtos alimentares com a marca Disney.

A General Mills é uma das multinacionais com mais marcas implantadas com sucesso nos EUA, comercializando produtos com as etiquetas Cheerios, Häagen-Dazs, Yoplait, Green Giant, Old El Paso, Mais Vita, Lucky Charms e Golden Grahams, entre outros.

Fundada em 1866, tem no seu portefólio produtos que vão da área dos “snacks” até à alimentação orgânica.

A suíça Nestlé é habitualmente ligada ao universo dos chocolates, mas também é dona dos cafés Nespresso, Nescafé e Bonka, das águas Perrier e da bebida Nestea (numa parceria com a Coca Cola).

A empresa fundada em 1905 comercializa igualmente produtos de alimentação infantil e o famoso Nesquik. É ainda detentora da marca de iogurtes e produtos lácteos Longa Vida e da água Aquarel.

A Mondelez, a multinacional norte-americana que surgiu em 2012, sucedendo à Kraft Foods, provavelmente não lhe diz nada. Mas detém algumas das marcas mais conhecidas do mundo como a Oreo, a Belvita, a Toblerone, a Trident, a Halls, a Cadbury e os chocolates Milka.

A multinacional britânica Associated British Foods é sobretudo dominante no Reino Unido, sendo proprietária de várias marcas de produtos alimentares como a Ovomaltine, a Fleischmann, a Twinings e a Burgen.

A empresa fundada em 1935 é ainda dona da marca Primark que tem à roda de 200 lojas espalhadas pela Europa, incluindo Portugal, e que representa cerca de 20% da facturação da empresa.

A fechar a lista destas multinacionais dominantes surge a Pepsico, a grande rival da Coca Cola, que existe muito para lá da sua marca de “assinatura”, a Pepsi.

A empresa fundada em 1880 e com sede em Nova Iorque detém ainda a 7up, a Tropicana, a Aquafina, os Cheetos, os Fritos, as batatas Lays e os Doritos.

ZAP

1 COMENTÁRIO

  1. No artigo falta a empresa mãe de quase todos os produtos apresentados e que é a detentora das patentes de quase tudo o que é alimentação, cereais, frutos, algodão, etc…
    Essa empresa é a americana Monsanto. Não é muito conhecida da população em geral, mas são eles que verdadeiramente dominam tudo isso.

  2. Gostaria apenas de salientar duas coisas:
    – Lembro que esta página é para o público português e por isso mesmo seria bom uma maior atenção às traduções em PT-Br.
    – Este estudo foi feito pelo El Mundo em Espanha e seria bom salientar isso no corpo do texto. A realidade portuguesa é algo diferente, visto que muitas das marcas consumidas são as chamadas “marcas brancas”.

    • E as marcas brancas vêm de onde? São artigos de marca sem rotulo (específico) para mais escoamento do produto quer por acessibilidade dos menos remunerados ou para as famosas ofertas das popotas e dia disto e daquilo.
      O marketing e o mercado estão todos bem estudados bem como o negócio da caridadezinha muito eficiente num mundo capitalista e com o povo na sua maioria iletrado e a roçar o anafabeto, consumista de programas de xaxa, telenovelas e/ou programação tipo (TVI) os canais em aberto – cultura=zero. Parem um pouco e pensem nas relações de tudo isto e se tiverem tempo façam comparações com os países nórdicos.

  3. Bem, eu não faço ideia do que os espanhóis comem. Mas cá em casa estes produtos são certamente menos de 10% do que consumimos. Onde está o peixe fresco ou a carne? O arroz, as batatas e a massa? A fruta e os legumes para as nossas tradicionais sopas? Sim, sim, sopa todos os dias, é óptimo é só faz bem…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here