Samsung ainda não sabe porque os Galaxy Note 7 explodem

AP

Um Galaxy Note 7 a estourar apanhado por uma câmara de vigilância

Depois de a Samsung já se ter resignado a cancelar o Galaxy Note 7, importa agora perceber a origem do problema – que afinal, poderá nem sequer ter a ver com as baterias.

O lançamento, recolha e cancelamento do Galaxy Note 7 vai ficar para a história como um dos maiores falhanços de sempre no sector mobile; e também um dos mais dispendiosos, pois irá custar vários milhares de milhões de euros em prejuízos directos, a que se somarão os danos a médio e longo prazo derivados deste incidente.

Mas importará também analisar em detalhe o que terá estado na origem deste problema, e isso parece ser mais complicado do que se pensava. Segundo o New York Times, os engenheiros da própria Samsung continuarem sem saber porque motivo os Galaxy Note 7 estão a estourar.

Mesmo com centenas de engenheiros dedicados a essa tarefa, a tarefa de tentar replicar o que leva os Note 7 a estourar continua a ser uma verdadeira “missão impossível”.

Tal não será assim tão difícil de perceber: foram registadas algumas dezenas de casos de Note 7 a arder (mais concretamente, 96, segundo diz a marca), mas é preciso ter em conta que continuam a ser uma ínfima percentagem num universo de vários milhões de unidades.

(dr) Android Authority

-

É da bateria ou do carregador?

E não menos intrigante é que esse problema tenha continuado mesmo nos novos Note 7 equipados com baterias de outro fornecedor – algo que já leva algumas pessoas a suspeitar que o problema possa não ser das baterias, mas de algo como o circuito de carga rápida.

Tal não explicaria, no entanto, os casos em que os Note 7 arderam mesmo sem estar ligados a um carregador.

Mesmo que se trate de apenas 0.00001% (o que representaria 10 Galaxy Note 7 “explosivos” por cada milhão de unidades), continuará a ser uma percentagem inadmissível – tendo em conta os riscos, considerando que toda e qualquer bateria de lítio é uma potencial bomba em miniatura.

A parte positiva que poderá resultar de todo este episódio é que milhões de pessoas ficarão mais sensibilizadas para os riscos associados às baterias – sem prejuízo de que a Samsung tenha que explicar o que realmente terá estado na origem do problema.

E talvez possa incentivar a que finalmente se aposte em novas tecnologias que nos tragam bateria mais seguras e eficientes.

Aberto até de Madrugada

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here