Samsung recolhe 2.8 milhões de "máquinas de lavar que explodem"

A Samsung parece estar em maré de azar, e, depois de se ter visto obrigada a uma recolha dos Galaxy Note 7, prepara-se agora para ter que recolher mais 2.8 milhões de… máquinas de lavar.

A CPSC, Consumer Product Safety Commission norte-americana, já oficializou o processo de recolha, que é feito após centenas de relatos de que as máquinas de lavar da Samsung também estão a explodir, e onde partes da máquina se separam e podem ser projectados contra os utilizadores.

Até ao momento, conta o Gizmodo, houve já mais de 730 queixas relacionadas com estas máquinas de lavar, incluindo 9 casos de ferimentos – incluindo o caso de um queixo partido.

O problema afecta dezenas de modelos de máquinas da Samsung, todos eles com sistema de carga pelo topo,pouco comum em Portugal, onde dominam as máquinas de lavar roupa com carregamento frontal.

Em comunicado, a Samsung declarou que “em casos raros, algumas unidades podem experimentar vibrações anormais“, mas que vários clientes da empresa “completaram centenas de milhões de lavagens sem qualquer incidente”.

A empresa aconselha os clientes a usar o ciclo delicado, com baixas rotações, quando quiserem lavar roupas mais pesadas ou volumosas.

A Samsung está a enfrentar um processo em tribunal por parte dos consumidores lesados – num dos casos, o cliente afirmou que a máquina explodiu com tanta força que abriu “um buraco na parede” e o som parecia “o de uma bomba a explodir”.

Para os que desejam saber se a sua máquina de lavar é uma das que correm risco de explodir, a Samsung já disponibilizou uma página para os clientes verificarem se as máquinas precisam de atenção redobrada.

ZAP / Aberto até de Madrugada

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here