Toyota chama à revisão 13 mil carros portugueses por problemas técnicos

Toyota Yaris 2011 Interior

O fabricante automóvel japonês Toyota anunciou esta quarta-feira que vai chamar à revisão 6,39 milhões de veículos em todo o mundo – mais de 13 mil em Portugal -, devido a cinco problemas técnicos que afetam 26 modelos automóveis.

“A Toyota Motor Corporation anunciou cinco deficiências que envolvem 26 modelos Toyota. Uma vez que alguns modelos apresentam mais do que uma falha técnica, o número de veículos que será alvo de correção é de 6,39 milhões”, disse a empresa num comunicado divulgado esta quarta-feira.

Pelo menos 13 mil proprietários portugueses de carros Toyota vão ser chamados para que a marca possa verificar a existência de três problemas técnicos, adiantou à Lusa fonte da empresa, assegurando que a segurança não está em causa.

“No mínimo 13 mil clientes em Portugal vão ser contactados por carta registada no caso de terem viaturas abrangidas”, disse o responsável pelo departamento de Relações Públicas da Toyota em Portugal, António Costa.

Em causa estão os modelos Yaris, HiluxUrban Cruiser e o Recreational Active Vehicle com tração às 4 rodas (RAV4).

No nosso país estão em causa três problemas técnicos, havendo ainda outros dois que não afetam os carros vendidos em Portugal. 

Três problemas principais

A situação principal tem que ver com a necessidade de reforçar a barra do tablier, “uma barra invisível, que as pessoas não vêem, e que suporta alguns componentes do veículo”, explicou o responsável, acrescentando que nenhuma das operações terá custos para o cliente.

Garantindo que “não existe qualquer problema de segurança”, António Costa adiantou que “caso haja alguma situação com a fixação da barra, a única coisa que o condutor poderá notar é um ruído proveniente da zona do tablier”.

|  Maioria dos produtos perigosos na UE continuam a vir da China

O segundo eventual problema “prende-se com um componente chamado cabo espiral do airbag, que é um cabo que permite que o volante rode de um lado para o outro e que esteja sempre interligado com o sistema do airbag”, disse.

“No caso de uma utilização muito intensiva e mediante algumas condições, esse cabo pode quebrar-se”, referiu, adiantando que “o condutor é logo informado dessa situação através de uma luz que aparece no painel de instrumentos”.

O terceiro problema pode acontecer na calha dos bancos, mas apenas nos modelos de três portas do Yaris de segunda geração (produção de 2005/2006).

“A calha do condutor poderá ter alguma folga e, nesse caso, será substituída”, concluiu António Costa.

/Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here