Toyota vai recolher mais de 31 mil carros em Portugal por defeito no "airbag"

Toyota Motor Europe / Flickr

-

A Toyota anunciou esta quarta-feira que vai recolher mais 5,8 milhões de ‘airbags’ do fabricante Takata, associados a pelo menos 16 mortes por causa de um defeito.

O anúncio desta quarta-feira, no qual a Toyota diz que vai recolher mais 5,8 milhões de ‘airbags’ do fabricante Takata, eleva o número para 23,1 milhões.

Desse número, 1,47 milhões vão ser recolhidos na Europa, 1,16 milhões de unidades no Japão, 820 mil unidades na China e 2,35 milhões noutras regiões, excluindo os Estados Unidos, onde já tinham sido anunciadas chamadas à revisão.

Este defeito no sistema de ‘airbag’ foi ligado a pelo menos 16 mortes, o que significa que a fabricante de peças arrisca-se ao pagamento de pesadas indemnizações.

Os modelos afetados foram produzidos entre maio de 2000 e novembro de 2001 ou entre abril de 2006 e dezembro de 2014.

O Hilux (KUN 25, 26 e 35), o Auris (E15), o Corolla (E15) e o Yaris (P13 e P90) são os modelos visados nesta substituição.

Segundo a Toyota Caetano Portugal, citada pelo Expresso, vão ser contactados em Portugal os proprietários de 31.383 viaturas da marca.

“No seguimento de campanhas de serviço anteriores, referentes aos airbags do condutor e passageiro, e por medida de precaução, a Toyota decidiu alargar a gama de viaturas abrangidas. Os veículos em causa estão equipados com um airbag do condutor e/ou passageiro de origem Takata, que em caso de deflagração do mesmo, resultante de um acidente, pode existir a possibilidade de rutura do sistema pirotécnico do airbag, reduzindo a sua eficácia”, refere o comunicado.

ZAP / Lusa

|  INEM recebeu mais de 200 chamadas de incidentes de crianças com cápsulas de detergente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here